Área Pública
» Qui. 23 de Nov. de 2017


Página Inicial


Comissão Pedagógica
Escolas Associadas e Entidades Parceiras
Estutura do Centro
Formulários
Inquéritos
Publicações e Recursos
Legislação
Centros de Formação
Contactos do Nova Ágora

Atividades

FAQ do Nova Ágora

Ação de Formação
 

Curso de Formao - PERCURSO(S) NAS CINCIAS DA EDUCAO: 1. CICLO DE CONFERNCIAS




Todas as informaes disponveis AQUI

Inscreva-se AQUI

Palcio Sacadura Botte - Coimbra

Incio a 18 de novembro de 2017


 


AO DE CURTA DURAO - A aprendizagem das clulas: biologia reprodutiva e clulas estaminais




Todas as informaes disponveis AQUI

Inscreva-se AQUI at s 12h00 do dia 16 Nov. 2017

Centro de Neurocincias e Biologia Celular, Universidade de Coimbra

20 e 22 de Novembro, das 18h s 20h


 


Ao de curta durao - MANUEL ANTNIO PINA Pensar de Pernas para o Ar




Todas as informaes disponveis AQUI

Inscreva-se AQUI

Coimbra

11 e 18 de novembro de 2017


 


PLANO DE FORMAO DO NOVA GORA - CFAE 2016-2019






Consulte o pdf



 

 
APD18-1 - Diversidade e equidade garantias de uma escola inclusiva para o sucesso de TODOS

Nº ACREDITAÇÃO: ACC-89454/17

Formadores
 



 
Local de Realização
  Escola Secundria D. Duarte
 
N.º de Horas

   Presenciais:
 Não Presenciais:
 
Calendarização
  Sempre das 17h30 s 20h00

Outubro: 3, 4, 10, 11, 19, 26 e 31
Novembro: 7, 9 e 14
 
Modalidade
  Curso de Formao
 
Destinatários/Público Alvo
  PESSOAL DOCENTE: Educadores de Infncia e Professores dos Ensinos Bsico e Secundrio
 
Objetivos
  A educao inclusiva , hoje, uma determinante inquestionvel na filosofia educativa da escola, que, obrigatoriamente, ter que estar presente, quer nos contextos, quer nas dinmicas de ensino e aprendizagem que constituem a vida de toda a comunidade educativa. Nesta perspetiva, a incluso no pode ser uma opo, mas sim uma obrigao tica, profissional e legal, suportada quer pelos diversos documentos legislativos, quer pelas vrias recomendaes internacionais, quer pelas decises/determinaes polticas assentes nas vrias ratificaes de Convenes Internacionais, nomeadamente, a Declarao de Salamanca e, mais recentemente, as Resolues da Assembleia da Repblica n56/2009 e n57/2009, que aprovaram a Conveno sobre os Direitos das Pessoas com Deficincia, adoptada em Nova Iorque em 30 de Maro de 2007, e respectivo Protocolo Opcional, originando os Decretos do Presidente da Repblica, n71/2009 e n72/2009, que ratificaram a referida Conveno e Protocolo Opcional.
No entanto, a educao inclusiva engloba uma conscincia cvica dirigida a uma populao muito mais abrangente, para alm das pessoas (alunos) com incapacidade/deficincia, ou seja, a todos os que de alguma forma se encontram em situaes de excluso ou risco de excluso, por inmeras razes pessoais (intrnsecas), econmicas, sociais (incluindo modelos familiares disfuncionais), culturais, raciais, tnicas, etc. nesta dimenso que se justifica a necessidade dinamizar, neste agrupamento, esta Ao de Formao.
um agrupamento constitudo por um nmero significativo de escolas, dispersas por uma rea geogrfica, maioritariamente, de periferia (em relao ao cento da cidade), com uma grande heterogeneidade social, que se reflete, naturalmente, na populao escolar deste agrupamento (alunos/famlias vindas de outras zonas do Pas e estrangeiro, alunos institucionalizados em consequncia de graves situaes de disfuno familiar, alunos/famlias com graves carncias econmicas e em situao de risco). Torna-se assim imperativo a promoo e implementao de prticas educativas e pedaggicas que dem resposta a toda esta diversidade, no sentindo de respeitar as suas diferenas e potenciar o mximo da sua capacitao acadmica, pessoal e social, visando o sucesso de todos. Pretende-se uma anlise partilhada das foras j existentes e das barreiras que persistem, de forma a delinearem-se planos de ao contextualizados que permitam otimizar e adequar os recursos humanos e materiais existentes, assim como enriquec-los, pretendo-se, mesmo, a criao de novas estruturas educativas (grupos de trabalho) que dem continuidade e aperfeioem metodologias educativas inclusivas, assentes num trabalho cooperativo e colaborativo (com todos e para todos).
Em sntese, pretende-se construir uma dinmica pedaggica que veja a diversidade como um valor e a equidade como uma forma de estar e ser docente, capaz de ensinar/formar todos e qualquer aluno, independentemente da sua situao e, finalmente, que a aprendizagem acontea recorrendo ao contributo de todos (trabalho colaborativo e cooperativo entre professores e entre alunos, no esquecendo as famlias que sero/tero que ser parceiros ativos).

Pretende-se com esta Formao que os formandos adquiram conhecimentos e competncias pedaggicas que resultem na mudana de atitudes e de prticas educativas, de forma a assumirem um papel determinante na promoo de uma escola e de uma educao verdadeiramente inclusivas.

Objectivos:
- Percecionar a escola como um micro sistema que reflete a realidade social envolvente
- Encarar a diversidade como recurso de apoio aprendizagem
- Olhar o aluno na sua especificidade (perspetiva sistmica/biopsicossocial)
- (Re)Definir, o papel do professor e do aluno no processo de ensino e aprendizagem
- Percecionar o sucesso de uma forma completa (e no apenas focado nas aprendizagens acadmicas)
- Assumir o princpio da equidade educativa, enquanto garantia do sucesso de cada aluno
- Identificar capacidades e dificuldades, de forma concreta e objetiva avaliao diagnstica consequente
- Desenvolver uma atitude proativa face s dificuldades (procurar as causas e como as remediar/compensar, atempadamente)
- Identificar as barreiras aprendizagem de forma crtica (envolvendo capacidade autocrtica)
- Encontrar respostas para reduzir/minimizar as barreiras aprendizagem
- Criar processos potenciadores da melhoria do rendimento escolar e processo de incluso social dos alunos (articulao entre professores, famlias e redes sociais da comunidade)
- Adquirir capacidade de assumir riscos e desafios, no sentido de procurar/encontrar/experimentar novas metodologias que visem o sucesso efetivo de todos os alunos (e de cada um, especificamente)
- Promover a adoo de dinmicas pedaggicas assentes no trabalho em parceria com todos os parceiros educativos (famlia, outros professores, tcnicos, etc.)
- Criar disponibilidade para trabalhar de forma colaborativa (partilhar dificuldades, ser recetivo(a) a sugestes/experincias dos outros, participar na resoluo conjunta de dificuldades)
- Promover a assuno de metodologias ativas o aluno como principal ator da sua aprendizagem
- Criar situaes de construo colabortiva de materiais e procedimentos direcionados para resoluo de problemas especficos de aprendizagem
- Sensibilizar para os benefcios da educao inclusiva, partindo das opes pedaggicas que a mesma implica.
 
Conteúdos
  (Des)Construindo percees e conceitos (5h)
1. O modelo de escola que temos e o modelo de escola que queremos
2. Diversidade facilitador/barreira aprendizagem
3. Equidade igualdade/justia
4. Incluso conceito/realidade
5. Metodologias ativas, trabalho cooperativo, trabalho colaborativo, tutoria de pares

Constrangimentos e facilitadores a um ensino/aprendizagem eficaz (10h)
1. Caracterizao da populao escolar
1.1 Identificao das situaes mais problemticas e suas causas
2. Resoluo de situaes problemticas de aprendizagem
2.1 Anlise de casos
2.2 Propostas de resoluo de situaes (metodologias/estratgias de compensao e/ou remedio)
2.3 Monitorizao do processo de resoluo de situaes problemticas

Criao/elaborao de instrumentos processuais e material didtico: (5h)
1. Formulrios de inventrio de dificuldades, explorao/deteo de causas e mecanismos/metodologias de resoluo/compensao
2. Material didtico (fichas de trabalhos, jogos educativos/didticos) promotor das aprendizagens

Apresentao, discusso e anlise trabalhos realizados e concluses finais (5h)
 
Metodologia
  O Curso ter a durao de 25 hora de formao presencial.
Ter um carter, equilibradamente, terico e prtico, procurando que os formandos se assumam como os, principais, protagonistas da Ao.
Assenta numa dinmica de trabalho grupo, de composio varivel, de forma a promover a experimentao de metodologias em que a Ao se fundamenta.
A componente prtica visa a construo de instrumentos (procedimentos) e recursos didticos a serem futuramente utilizados como ferramentas de trabalho na prtica docente dos formandos
Em suma, ser implementada uma dinmica metodolgica constituda por:
- Exposio terica
- Trabalho em grupo (dirigido e autnomo)
- Debate (grande grupo)
 
Creditação
  1 crdito
 
Observações
  A Ao uma iniciativa no mbito do Plano de Formao do Agrupamento de Escolas Coimbra Oeste.

PERODO DE INSCRIO: de 13 a 26 de setembro de 2017
PRIORIDADES DE SELEO: 1. Docentes do AE Coimbra Oeste, por ordem de inscrio; 2. Docentes de escolas associadas do Nova gora - CFAE, por ordem de inscrio; 3. Outros docentes, por ordem de inscrio.

OUTRAS OBSERVAES:
1 - N. mximo de formandos a selecionar: 20
2 - S sero consideradas vlidas as inscries no mbito das prioridades de seleo definidas (consultar PRIORIDADES DE SELEO)
3 - A inscrio on line uma pr-inscrio a qual s validada com a confirmao dos dados nos servios administrativos da escola do docente/no docente e com a aceitao da ficha de inscrio pelo CFAE.
4 - Deve verificar a sua seleo, no prazo indicado, na pgina do CFAE. Os inscritos no selecionados no sero contactados.
5 - Em caso de nmero insuficiente de inscries, o CFAE reserva-se o direito de cancelar a formao;
6 - A calendarizao pode vir a sofrer alteraes;
7 - A inscrio na formao pressupe a aceitao de que, para efeitos dos procedimentos relacionados com a formao, ser prioritariamente notificado(a) atravs de correio eletrnico.
 
Avaliação
  A avaliao ser expressa nos termos dos nmeros 5 e 6 do artigo 4., do Despacho n. 4595/2015 e da Carta Circular CCPFC - 3/2007, de Setembro de 2007, com base nos seguintes parmetros e respetiva ponderao:
- Participao nas Sesses:
Realizao das atividades (prticas) propostas em cada sesso - experimentao pessoal de metodologias/estratgias de aprendizagem ativa;
Participao nas atividades de discusso/reflexo.
- Trabalhos de aplicao dos contedos
Elaborao e apresentao do trabalho final estudo de caso, realizado em grupo, correspondendo aos ltimos dois contedos da Ao (20%);
Relatrio Final (individual) - relatrio de reflexo de natureza pedaggica.
 
Avançar